Belo Horizonte / MG - quinta-feira, 27 de abril de 2017

Sintomas mais comuns do do TOC (transtorno Obsessivo Compulsivo) Juvenil (TOCi) e aumento da morbida

Sintomas mais comuns do do TOC (transtorno Obsessivo Compulsivo) Juvenil (TOCi) e aumento da morbidade psiquiátrica com a idade.

Joel Yager –Professor do Departamento de Psiquiatria da Escola de Medicina da Universidade do Colorado; Professor Emérito do Depto de Psiquiatria da Escola de Medicina da Universidade do Novo México; Professor Emérito do Depto de Psiquiatria e Ciencias do Comportamento da escola de Medicina Dagid Geffen, na UCLA.

Fonte: Mancebo MC ET. AL. Juvenile-onset OCD: Clinical features in children, adolescents and adults. Acta psychiatry Scand 2008 Aug; 118:149.

Há algum tempo os psiquiatras acreditam que as caracterísitcas do TOCi (transtorno obsessivo-compulsivo de início na infância e adolescência) evoluem para transtornos mentais mais “complicados” à medida que os pacientes atingem a idade adulta.

Os pesquisadores citados acima conduziram um estudo pioneiro naturalísitco e seccional cruzado, para comparar as correlações atuais e de toda a vida do aparecimento do TOCi (idade de surgimento anterior aos 18 anos) em 64 pacientes juvenis com TOC (incluindo 44 adolescentes) e em 193 adultos com o transtorno surgido na juventude (idade média: 38 anos).

Apenas 20,3% dos juvenis e 10,4% dos adultos relataram “TOC” “pura”, não complicadas por outros diagnósticos do eixo I ou II do DSM (Manual Estatístico e Diagnóstico).

Nenhuma diferença entre os grupos foi observada na prevalência de qualquer transtorno de ansiedade.

Um número estatisticamente maior de adolescentes satisfez os critérios para TDAH (Tr. Déficit de Atenção/Hiperatividade) presente em suas vidas (25% versus 9,6% dos adultos).

Os adultos apresentaram trasntornos do humor (inclusive bipolar) em 71,5%, versus 42,2% dos adolescentes e crianças. TOC de inicio adulto também foi associado a maior uso de substâncias químicas (27,5% versus 0%), pânico 21,2% versus 3,2% ou transtorno alimentar (13,5% versus 1,6%) no TOC i.

Os adolescentes e os adultos relatarem mais frequentemente obsessões agressivas ou rituais mentais.

Nenhuma diferença foi encontrada quanto aos fenômenos de amontoamento ou de “incompletude” (ou seja, ter de completar determinadas tarefas).

Há dúvidas se a maior prevalência de TDAH em jovens em relação aos adultos deve-se a um viés de memória.

Os psiquiatras que tratam portadores de TOCi (de surgimento na juventude ) devem alertar  previamente seus clientes e familiares que, na medida que a idade avança, pode haver risco aumentado de psicopatologia co-mórbidade humor (depressão, trasntorno bipolar, distimia ou ciclotimia), além e abuso de substâncias químicas (entorpecentes/drogas) e transtornos alimentares (anorexia/bulimia).